Pare, construa e relaxe com Fabledom

da Campeonato Brasileiro Feminino Sub-17: Em meados de 2003, meu pai me presenteou com um CD de Age of Empires II. Se você conhece um pouco sobre jogos de estratégia, então deve saber que esse é um dos títulos mais aclamados do gênero, principalmente por se tratar de um RTS. Entretanto, eu, como criança, não enxergava esse como um jogo de mobilização de exércitos. Para mim, era só mais um city builder aos moldes de Sim City 3000, mas focado em tempos mais antigos. Bem, eu era uma criança estranha, mas essa criança provavelmente estaria satisfeita se hoje, passado muito tempo, soubesse que Fabledom existe – e que faz muito melhor o que eu buscava em Age of Empires II.

da doctor bingo: Como administrador de uma vila medieval, será sua responsabilidade guiar os seus habitantes para a prosperidade. Aqui, o gerenciamento de recursos, de trabalhadores e, também, de relacionamentos externos será primordial. Durante o acesso antecipado, boa parte dos recursos ainda não estão disponíveis, mas é possível ter uma boa noção do potencial que Fabledom possui.

Reino não tão distante

Alguns jogos chamam a atenção pelos gráficos realistas, mas você não precisa exibir uma imagem fiel à realidade para ter gráficos bons. Fabledom possui gráficos simples, mas bem charmosos e que combinam bem com a temática proposta pelos desenvolvedores. Nessa vila medieval, a vida cotidiana nos aldeões é um fator fundamental da jogabilidade, e você deverá designá-los para tarefas específicas. Trata-se de um jogo que você pode sentar e observar o agricultor se locomovendo até a plantação para realizar suas atividades, já que toda atividade tem um charme único.

A simplicidade gráfica faz com que as ações sejam bem agradáveis de se notar. Fabledom é um jogo focado na construção de uma vila e no gerenciamento de recursos, mas também há alguns fatores de guerra a serem explorados. Pensando no gerenciamento, as mecânicas lembram, no momento, jogos como Banished e, a menor nível, Rimworld. Você deve alocar os aldeões em trabalhos específicos e, a partir disso, eles produzirão algum recurso. Eles, entretanto, não possuem nenhuma habilidade que os condicionem a serem melhores em certas atividades.

Pelo ritmo mais calmo, dá para você aproveitar bem todo o cenário do jogo. As estações do ano são representadas, e você poderá ver todo o processo de criação de um determinado recurso. Você poderá, por exemplo, observar um aldeão colher cereal, armazená-lo, enviá-lo para o moinho, transformá-lo em farinha e, depois, levá-lo para a padaria, onde serão feitos pães. Todos os recursos passam por cadeias de produção que, com suas particularidades, lembram a franquia Tropico.

O futuro

Como boa parte dos recursos estão bloqueados, podemos fazer algumas observações para o futuro. Fabledom conta com um sistema de relacionamentos com outros reinos, onde você, no papel de nobre, poderá contatar outros nobres, assim criando linhas de comércio e, quem sabe, até conseguindo outras coisas que vão além de conquistas materiais.

Fabledom é, no momento, um jogo focado em criar uma ambientação agradável. Sua natureza contemplativa torna-o ideal para quem quer observar cadeias de processos funcionando, tal qual um relógio analógico ou uma colônia de formigas. Para o futuro, com as adições de mecânicas militares, será interessante ver qual o rumo que o jogo tomará. Espero, no entanto, que essa natureza mais casual e lenta continue sendo priorizada.

Tags:PC